As estrias são caracterizadas em geral por “linhas transversais na pele”, inicialmente podem ser discretamente elevadas devido ao processo inflamatório na cor vermelha chamada Estria Rubra e após meses em sua fase tardia, adquirem uma tonalidade branca chamada Estria Alba.

Surgem a parir da adolescência, durante a gravidez (entre o 6º ao 7º mês), em pessoas que praticam exercícios físicos pesados e repetitivos, e também estão diretamente relacionadas com a obesidade, ganho e perda de peso.

Afetam 70% das mulheres adolescentes;

40% dos homens jovens;

90% das mulheres grávidas (entre o 6º ao 7º mês).

Como são causadas?

As estrias são causadas por danos na derme (camada mais profunda da pele), é concentrada em áreas do corpo que foram tensionadas.

Regiões mais comuns: abdome, coxas, seios. Nos homens braços e axilas.

Pense num elástico de borracha que é estirado por um bom tempo. Ele perde a elasticidade e se torna frágil. O mesmo ocorre com o tecido da pele, conforme as fibras elásticas e colágenas ficam danificadas e quebradiças, sua nova textura coberta de sulcos e “linhas transversais” se torna visível. Neste processo de rompimento das fibras elásticas ocorre uma inflamação que resulta em danos aos melanócitos (células que dão coloração a pele).

Característica do tipo de Estria:

Fase Inicial: Estrias Rubras, elas começam com marcas elevadas na cor vermelha ou roxa, que significa que a inflamação ainda está acontecendo.

Fase Tardia: Estrias Albas, evolui para a cor branca ou translucida, mostra que o processo inflamatório já terminou.

Processo de Evolução das Estrias:

  1. Prurido: Coceira e sensação de repuxamento da pele.
  2. Estrias Rubras (recente): Avermelhada ou arroxeada.
  3. Estrias Albas: Brancas ou translucidas.

Como prevenir?

A pele bem cuidada e hidratada tem menor probabilidade de concentração de estrias, depende também se há predisposição genética dessa forma, ainda assim, pode aparecer. Para manter a pele hidratada e saudável é fundamental a ingestão de 2lt de água por dia, uso de cremes (dermocosméticos) diariamente.

Entre os princípios ativos encontrados em cosméticos os recomendados para prevenção são:

  • Colágeno: Proteína estrutural da pele, que tem poderosa capacidade de reter água conferindo hidratação e proteção a pele.
  • Elastina: Juntamente com o colágeno, confere elasticidade e resistência a pele.
  • Vitamina E: Ação antioxidante.
  • D Pantenol: Estimula a síntese de colágeno e potencializa a reparação da pele.
  • Óleo de Semente de Uva: Hidratação e nutrição da pele.

Tratamento:

 Segundo estudos, a melhora em estrias recentes pode chegar a 90%, enquanto as brancas podem chegar de 30% a 80% de recuperação.

Ao surgimento das estrias deve se realizar prontamente enquanto ainda há inflamação, tendo em vista as possibilidades de realinhamento das fibras elásticas e colágenas são maiores nessa fase. Como todo tratamento, deve ser realizado de maneira individualizada a escolha do melhor programa de tratamento.

Princípios ativos recomendados no tratamento:

  • Vitamina C: Potente antioxidante, promove síntese de colágeno e elastina, uniformiza o tom da pele, restauradora das fibras elásticas.
  • Óleo de Rosa Mosqueta: Proteção da pele, estimulante na cicatrização e reparação tecidual.
  • AHAS: Ácidos orgânicos com ação hidratante e renovador celular.

Sugestão de fórmula tópica para manipulação:

Ácido Glicólico __________ Concentração 10%

Ácido Lático ____________Concentração 10%

Vitamina C _____________Concentração 10%

Vitamina C + Ácido Glicólico 10% em creme.

Uso local nas estrias 2x ao dia, manhã e à noite. Indispensável o uso de Protetor Solar FPS 30 ou acima.

Existem muitos tratamentos e técnicas estéticas que visam a melhora e amenização das estrias, é muito importante avaliação individual para a escolha do tratamento.

Na fase inicial das estrias, o enfoque do tratamento deve ser o de “estagnar” o processo impedindo que as estrias fiquem mais largas e mais profundas. Em sua fase tardia, o objetivo do tratamento é provocar uma inflamação a qual seguida de um processo de reparação, estimula novo colágeno e elastina promovendo o “fechamento” da estria disfarçando-a na pele. Dentre os tratamentos utilizados: Peelling de Diamante, Peelling Químico, Radiofrequência, Laser, Microagulhamento e eletroterapias combinadas.

Com esses cuidados e tratamentos é possível melhorar o aspecto estético das estrias, mas a melhor forma é a prevenção, hidratando e nutrindo ao máximo para garantir elasticidade e impedir o rompimento da pele, evitar roupas apertadas, evitar engordar e emagrecer repentinamente e manter uma alimentação saudável são fundamentais!

DEIXE UMA RESPOSTA